Cirurgia de Nariz

 

A anestesia é geral ou local?

Pode ser feita com anestesia local ou geral.

 As cicatrizes são visíveis?

A operação de nariz é muito simples e não deixa nenhuma cicatriz externa, uma vez que é realizada através da mucosa, por dentro das narinas.

A cirurgia requer internação?

A operação não requer internação, ou, quando muito, só pernoite.

Há dor?

Não há dor nem durante, nem depois da cirurgia.

Quais são os cuidados pós-operatórios?

Terminada a cirurgia, as narinas ficam tamponadas de três a cinco dias, período em que a respiração deve ser feita pela boca. Os pontos podem ser retirados ou não, dependendo do tipo de fio utilizado na sutura. Muitas vezes eles caem espontaneamente. O nariz é imobilizado com gesso por aproximadamente sete dias. Neste período, o paciente não deve dormir de lado nem encostar o rosto no travesseiro. Como não há dor, não há necessidade de analgésicos. Antibióticos só são prescritos quando absolutamente necessários.

No mesmo dia da cirurgia as pálpebras incham (formam-se edemas). Tais edemas tendem a aumentar nos três primeiros dias e a partir daí, diminuem espontaneamente.

No sétimo dia, retira-se o molde de imobilização do nariz, praticamente o edema não mais existe. A partir daí, o paciente já pode assoar o nariz suavemente para mantê-lo desobstruído. Nesta fase é permitido o uso de óculos leves, que não exerçam pressão sobre o dorso do nariz operado. Apesar de ser raro, podem aparecer equimoses (manchas arroxeadas) nas pálpebras ou na conjuntiva ocular. Estas desaparecerem espontaneamente em aproximadamente dez dias. Casos de infecção são raríssimos, na proporção de um para cada mil pacientes operados.

Correção de desvio do septo é um caso especial?

Nos casos de desvio do septo, hipertrofia de cornetos (meatos) etc. deve-se fazer, simultaneamente, a sua correção com o auxíliode um otorrinolaringologista, caso seja necessário, a fim de normalizar a respiração do paciente, que se encontra prejudicada.

Quando o paciente retorna às suas atividades normais?

O paciente poderá voltar à sua rotina depois de 30 dias. Durante este período inicial, não deve praticar qualquer esporte para evitar a possibilidade de traumas no local. Banhos de sol e práticas de ginástica também não são recomendados. Após um mês, pode-se iniciar a prática de atividades esportivas, sempre evitando as modalidades mais violentas, até o término completo do processo de cicatrização, que ocorrerá a partir do sexto mês após o procedimento.





Consultas e Atendimento:
Av. dos Imarés, 804 - Moema
Tel.: 11 5533 6888

Design AC7StudioDesign e Programação DOAcomm
©2010/2018 - Dermacentro - Medicina Especializada - Todos os direitos reservados
Diretora Técnica: Eidi Motta Cardoso - CRM 74468 | Dermacentro - CRM 9211